Abrir indústria: o manual que ajudar você a fazer isso de forma fácil

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Abrir indústria: dicas valiosas que farão você ter mais segurança nesse processo

Conheça as estratégias que vão ajudar você a abrir a indústria da forma correta!

Você está pensando em abrir indústria, mas não sabe por onde começar?

Então você está no lugar certo, pois preparamos este material especialmente para você!

Por meio do nosso artigo, você entenderá o contexto geral da indústria no Brasil, as vantagens de investir nesse tipo de negócio, os cuidados que deverá ter ao decidir abrir uma empresa nesse segmento e o que fazer para garantir o cumprimento das leis tributárias em seu empreendimento.

Também, com nossa ajuda, saberá mais sobre o controle de custos, sobre as burocracias que precisará atender e sobre como um contador especializado ajuda a lidar com esse cenário.

Sendo assim, fique com a gente até o final, ótima leitura e busque colocar em prática tudo o que a gente conversar nas próximas linhas, ao menos aquilo que for benéfico para você.

Como está o cenário industrial brasileiro?

Atualmente, vivemos em um cenário de pandemia o qual tem afetado os resultados de diferentes tipos de empresa, fazendo, inclusive, com que muitas fechem suas portas.

Porém, tem feito também muitos empreendimentos se reinventarem e encontrarem, em meio ao caos, soluções para que possam, indo contra o que se espera por muitos, otimizar seus resultados.

Nesse contexto, é inegável que o segmento industrial também esteja passando por dificuldades.

E ele, diferentemente de outros negócios, conta com a vantagem de que a maioria de suas atividades, ao menos relacionadas à atividade-fim, não pode ser feita a distância, exigindo que o trabalhador esteja na empresa para desenvolvê-las.

Nesse viés, exige medidas ainda mais rigorosas, as quais busquem promover a saúde dos colaboradores e evitar contaminação com o novo coronavírus.

Mas, apesar disso, vemos que os índices da indústria têm apresentado relativa queda, como podemos perceber em relatório divulgado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

De acordo com documento chamado “Indicadores Industriais”, publicado em dezembro de 2021, no último mês do ano, identificou-se que houve queda de 0,3% no faturamento da indústria de transformação.

Todavia, as horas trabalhadas no mesmo período tiveram um incremento de 3,3%, havendo estabilidade no índice de dezembro no que se refere à geração de empregos, porém, em 2021, houve um avanço de 4,1%, apesar do cenário de crise com o qual teve que se lidar.

Entre os meses de novembro e dezembro de 2021, houve queda de 1,4% no rendimento médio real das empresas desse segmento, bem como houve redução de 0,6% na Utilização da Capacidade Instalada (UCI).

Nessa perspectiva, podemos perceber que, apesar de todo o cenário de instabilidade, o impacto que a indústria de transformação tem lidado com uma certa desenvoltura, tendo em vista os números relativamente baixos de reduções.

Para 2022, a projeção é que, em um cenário otimista, a Previsão do Produto Interno Bruto brasileiro cresça em 1,8%; espera-se que, no segundo semestre de 2022, a cadeia de suprimento possa se regularizar e que a atividade industrial esteja muito mais aquecida, de acordo com a respectiva organização.

Quais as vantagens de investir em uma indústria?

Então, como percebem, espera-se que o cenário econômico venha a favorecer empresas que desempenhem esse tipo de atividade em 2022.

Além disso, abrir indústria costuma ser uma decisão vantajosa, pois você estará investindo em um negócio presente na base do comércio, ou seja, costuma-se ter muita demanda para sua produção, já que o seu público-alvo não será pessoas físicas, mas jurídicas.

Existem linhas de crédito específicas que instituições financeiras disponibilizam para negócios desse segmento, os quais buscam considerar suas particularidades, o que facilita a instalação, a expansão, a aquisição de equipamentos e a captação de recursos para os mais variados tipos de investimentos.

É comum que o governo disponibilize subsídios, principalmente focados na redução da carga tributária, para empresas industriais, permitindo uma melhor margem de lucro para o seu negócio.

Atualmente, há vários estudos no campo da administração, da contabilidade e de outras áreas do conhecimento os quais permitem a gestão eficiente de empresas desse segmento, como, por exemplo, a contabilidade de custos, a administração da produção industrial e a engenharia de produção.

Quais cuidados você precisa ter antes de começar a operar sua indústria?

Como em qualquer outro tipo de investimento, é fundamental que você tenha cautela ao explorar esse ramo.

Isso porque ele possui particularidades que devem ser respeitadas, e atendê-las pode fazer toda a diferença ao iniciar o seu negócio, inclusive comprometer o sucesso do seu empreendimento.

Dessa forma, é essencial que você busque o máximo de informações sobre os diferentes aspectos que possam influenciar o seu empreendimento, isso vai ajudar você a explorar melhor oportunidades e a lidar de maneira mais adequada com riscos que possam eventualmente existir.

Então, ao decidir abrir indústria, é essencial que você defina quais atividades serão desenvolvidas pelo seu negócio e que busque entender como ele será composto e funcionará.

Sendo assim, faça o levantamento das experiências e das expertises dos empreendedores que farão parte do seu quadro societário, de informações sobre o empreendimento, como, por exemplo, endereço, principais clientes, missão, capital disponível para investimento etc.

Também será essencial analisar o mercado, conhecer com mais profundidade seu público-alvo, seus fornecedores e seus concorrentes, principalmente buscando informações sobre quem são, como atuam e suas preferências.

Um ponto importante ao abrir indústria está em entender como a comunicação do seu estabelecimento se dará junto ao seu público; dessa forma, faça uma análise aprofundada dos seus produtos, de estratégias promocionais que deverão ser utilizadas, bem como da estrutura que deverá ser seguida para comercializar o seu produto, ou seja, monte um plano de marketing para a sua indústria.

Feito isso, é fundamental que você também elabore o seu plano operacional.

A partir dele, você deverá estabelecer como a sua estrutura física deverá se organizar, qual a capacidade de produção do seu empreendimento, quais os processos que deverão existir na sua fábrica para que ela consiga operar, quantidade de funcionários que você vai precisar, dentre outros.

Também é fundamental ter total controle das suas finanças nesse momento; dessa maneira, elaborar um planejamento financeiro evita surpresas e permite que você tenha um maior controle dos seus números.

Por meio dele, você passa a entender melhor os investimentos que deverão ser feitos, qual a necessidade de capital de giro do seu estabelecimento, quanto irá, possivelmente, faturar por mês, custos envolvidos na sua operação, terá maior domínio sobre seus indicadores financeiros etc.

Nesse viés, contar com um plano de negócios ajudará você a lidar com essas questões e a entender, com mais profundidade, aspectos diversos os quais possam influenciar o seu empreendimento ao abrir indústria.

Tributos: entenda como eles afetam o seu negócio

Ainda, um aspecto importante que você deverá buscar conhecer e ao qual ter muita atenção ao abrir indústria é sobre os tributos que você deverá recolher em seu estabelecimento.

Isso porque a nossa legislação é bastante complexa e traz alguns aspectos que são voltados de forma exclusiva para empreendimentos fabris, por exemplo, os tributos de incidência monofásica, que recaem basicamente nas unidades fabris, livrando os adquirentes futuros de recolhê-los, como acontece com o PIS e com a Cofins sobre produtos farmacêuticos, sobre águas, sobre cervejas e sobre refrigerantes

Também há o IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados), tributo que deve ser recolhido especificamente nas indústrias.

Isso ajuda você a ficar longe de multas, de autuações e de outras sanções que podem dificultar o dia a dia da sua empresa.

Também por conta do da forma como a carga tributária afeta os lucros do seu empreendimento é preciso ter atenção a isso, ou seja, pois parte dos valores que você poderia estar investindo em pesquisa e em desenvolvimento para a criação de novos produtos, para a expansão do seu chão de fábrica ou para criar uma reserva de contingência deverá ser direcionada aos cofres públicos.

Saiba como o planejamento tributário vai ajudar o seu empreendimento

A boa notícia é que existe uma forma de lidar com o nosso contexto tributário de forma estratégica: com a ajuda do planejamento tributário.

Para que você entenda melhor como ele funciona, vamos, primeiro, conversar sobre o recolhimento de tributos por parte de empresas.

Atualmente, existem três regimes tributários mais comuns no Brasil, o Simples Nacional, o Lucro Presumido e o Lucro Real.

Eles vão direcionar a maneira como os impostos serão recolhidos em seu empreendimento.

Por exemplo, empresas do Simples Nacional recolhem 8 tributos em uma única guia, o Documento de Arrecadação do Simples Nacional, e o cálculo deles é feito tendo como base o faturamento, porém apenas empresas que faturam até R$ 4,8 milhões podem optar por essa modalidade.

No Lucro Presumido, o governo estipula que sua empresa terá um determinado lucro com base em percentuais que variam de acordo com o ramo de atividade, e essa será a base para que se calcule a CSLL e o IRPJ.

Já no Lucro Real, a CSLL e o IRPJ, importantes tributos pagos por empresas, devem ser pagos tendo como base o lucro que realmente o seu empreendimento apresentou no período,  inclusive empresas que têm faturamento maior do que R$ 78 milhões são obrigadas a apurar por ele.

É claro que cada um desses enquadramentos possui muito mais detalhes, o que buscamos foi dar a você uma visão geral sobre eles.

O planejamento tributário vem para entender qual deles trará mais economia para o seu empreendimento, por meio de um estudo que é feito projetando os seus números para os próximos meses e calculando-se todos os impostos devidos em cada um desses cenários (Lucro Real, Presumido e Simples Nacional).

Cuidado com o controle de custos

Ainda, outro ponto ao qual deve ser dada muita importância trata-se do controle de custos que você deverá ter ao abrir indústria.

Por meio dele, você evita desperdícios, consegue enxugar gastos e otimizar os seus processos, principalmente no chão de fábrica.

O controle de custo deve fazer parte do dia a dia do seu empreendimento e ser levado muito a sério, caso contrário, a sua lucratividade poderá ser seriamente prejudicada, sendo que ele pode impactar até mesmo o preço praticado junto a seus clientes, contribuindo para aumentar ou para reduzir sua competitividade no mercado.

Sendo assim, ao abrir indústria, considere-o ao montar os seus processos, tanto para reduzir os seus gastos quanto para que todas as informações geradas pela sua empresa possam ser devidamente registradas a fim de, posteriormente, serem mensuradas por meio de organização de dados nos seus relatórios.

Burocracias que precisam ser seguidas para legalizar seu empreendimento

Como vimos até aqui, existem vários aspectos aos quais você precisará se atentar ao abrir indústria, agora vamos bater um papo sobre aquele que costuma trazer dúvidas a muitos gestores: os trâmites burocráticos.

Nesse cenário, para que você registre sua empresa da forma correta, inicialmente, você precisará produzir um documento que servirá para, de certa forma, dar origem ao seu negócio; no caso de empresas que optarem pela natureza jurídica sociedade limitada, será o contrato social, mas lembrando que ele poderá mudar, como, por exemplo, no caso de cooperativas, que precisam da Ata da Assembleia e do Estatuto.

Feito isso, deverá registrá-lo – o negócio – na Junta Comercial do estado em que irá operar, na Receita Federal e na Secretaria do Estado em que estará sediada.

Além disso, você deverá providenciar autorização para a emissão de notas fiscais junto ao estado e obter alvarás e licenças que sejam necessárias, como as expedidas pela Vigilância Sanitária, pelo Corpo de Bombeiros e pelos órgãos de regulamentação.

Como um contador vai ajudar você nesse momento

É importante contar com apoio especializado, isso porque ter a ajuda de quem realmente entende vai auxiliar você a lidar com todas essas questões com muito mais tranquilidade, com rapidez e da forma correta.

Sendo assim, o contador é o profissional que pode ajudar você nessas tarefas, já que ele entende o funcionamento do seu negócio, bem como os aspectos relacionados ao mercado e à burocracia que precisa ser atendida nesse momento.

Ou seja, ao abrir indústria, ter o apoio de um contador vai fazer com que você realize um plano de negócios alinhado com a realidade da sua empresa, que faça escolhas inteligentes quanto ao seu recolhimento de impostos, que tenha controle de custos adequado e que, ainda, atenda à burocracia com rapidez e da maneira correta. 

Contábil Rio: soluções para simplificar o seu dia a dia

Como vimos, abrir indústria demanda atenção para uma série de fatores, os quais serão essenciais ao sucesso do seu negócio.

Realizar um plano de negócios, o planejamento tributário, levar em consideração o controle de custos e contar com um contador especializado são ações que ajudarão você a lidar com todas essas questões com mais segurança e com agilidade.

Nós, da Contábil Rio, somos um escritório especializado em empresas do ramo industrial, conhecemos suas particularidades e vamos ajudar você a ter uma gestão mais simples e eficiente, seja ao abrir indústria ou mesmo quando sua empresa estiver em operação.

Clique no ícone do WhatsApp, localizado no canto inferior direito da sua tela, converse com um de nossos especialistas e saiba em detalhes sobre as vantagens de contar com o nosso suporte.

CLIQUE AQUI E REALIZE O PROCESSO DE ABERTURA DA SUA INDÚSTRIA DE MANEIRA SEGURA!

Se você precisa de serviço relacionado ao artigo ou necessita de maiores informações sobre o assunto, conte conosco, da Contábil Rio.

Nossa especialidade é resolver sua burocracia e cuidar das principais áreas da sua empresa, como as áreas: 

  • Contábil;
  • Fiscal;
  • de Legalização;
  • Tributária;
  • Trabalhista;
  • de Departamento Pessoal.

Entre em contato conosco utilizando as informações disponibilizadas em nosso website; caso prefira, você pode utilizar a ferramenta de chat do WhatsApp, ela fica localizada no canto inferior esquerdo.

Estamos esperando por você!

4/5 - (1 vote)
Summary
Abrir indústria: o manual que ajudar você a fazer isso de forma fácil
Article Name
Abrir indústria: o manual que ajudar você a fazer isso de forma fácil
Description
Abrir indústria: dicas valiosas que farão você ter mais segurança nesse processo. Leia nosso post e confira mais informações.
Author
Publisher Name
Contábil Rio
Publisher Logo

Deixe um comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



CADASTRE-SE EM NOSSA

NEWSLETTER

Receba nossos Artigos no seu e-mail!

Basta preencher o formulário abaixo para ficar por dentro de tudo que preparamos para sua educação corporativa.

Recomendado só para você!
ADE – Atos Declaratórios Executivos Eletrônico, é nele que a…