Atualizado em junho de 2023

Quais são os impactos da LGPD para o  e-commerce?

A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) pode mudar a forma que você lida com as informações dos seus clientes. Entenda as mudanças e proteja-se!

A LGPD entrou em vigor no Brasil visando, principalmente, proteger os dados pessoais dos cidadãos e estabelecer diretrizes para o tratamento dessas informações por empresas de todos os setores.

E, nessa conta, o e-commerce não está de fora! Muito pelo contrário, o setor é um dos que mais deve se atentar às diretrizes na lei para evitar que quaisquer atos fora da lei sejam executados, prejudicando os clientes e suas operações.

[elementor-template id="10054"]

Visando te auxiliar na melhoria da gestão desse fator, discutiremos aqui os impactos da LGPD no e-commerce, destacando as mudanças e os desafios que as empresas enfrentam para se adequar à nova legislação.

Confira até o fim e mantenha o seu negócio longe de problemas!

Entenda o que é a LGPD

A LGPD é a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais. Estabelecida pela Lei  Nº 13.709 de 2018, foi criada para salvaguardar os direitos básicos de liberdade e privacidade dos indivíduos.

Ela abrange o processamento de dados pessoais, seja em formato físico ou digital, por indivíduos ou entidades, públicas ou privadas, que pode ocorrer em mídia manual ou digital, e envolve qualquer atividade que utilize dados pessoais na execução de sua operação.

Basicamente, a lei estabelece princípios fundamentais, como a necessidade de consentimento explícito para a coleta e uso de dados pessoais. Ela se baseia na proteção da privacidade e no controle dos indivíduos sobre seus dados pessoais.

Quer saber mais sobre a LGPD? Veja as postagens abaixo:

Quais os impactos da LGPD no e-commerce?

A privacidade e a proteção de dados têm se tornado cada vez mais relevantes no mercado digital. Isso se deve, em grande parte, à introdução da Lei Geral de Proteção de Dados

O relacionamento entre empresas e consumidores depende muito da privacidade e do consentimento, que são aspectos críticos a serem considerados no e-commerce.

A Lei foi implementada no setor em 1º de agosto de 2021. Entre as disposições que regulam o setor, estão penalidades e outras consequências que podem ser impostas aos Agentes de Processamento de Dados que desrespeitarem as novas regulamentações.

As empresas de comércio eletrônico estão sujeitas a essas regras, pois gerenciam os dados pessoais de terceiros.

Veja a seguir alguns dos principais impactos da LGPD no setor.

No comércio eletrônico, é comum a coleta de dados pessoais, como nome, endereço, e-mail, informações de pagamento, entre outros. Essas informações são comumente utilizadas para fins de marketing. 

Com a LGPD, as empresas precisam ser transparentes sobre como esses dados são coletados e utilizados, garantindo o direito do usuário de saber como suas informações serão tratadas.

A Lei também exige que as empresas obtenham o consentimento prévio e inequívoco dos usuários para coletar e utilizar seus dados. 

É necessário oferecer opções claras de aceitação ou recusa, bem como a possibilidade de revogação do consentimento a qualquer momento.

A LGPD estabelece requisitos de segurança para proteger os dados pessoais contra acesso não autorizado e incidentes de segurança. 

As empresas do e-commerce devem adotar medidas técnicas e organizacionais adequadas, como a criptografia de dados, para garantir a proteção das informações dos usuários.

A Lei de Proteção de Dados concede aos usuários direitos significativos, como o acesso aos seus dados, a correção de informações incorretas e a exclusão de dados pessoais coletados pelas empresas.

As empresas precisam estar preparadas para atender a essas demandas e estabelecer processos internos eficientes para lidar com os pedidos dos usuários.

Quais os impactos financeiros e na reputação do negócio?

O não cumprimento da LGPD pode resultar em multas e penalidades para as empresas. Além disso, violações de dados podem causar danos à reputação das empresas, afetando sua imagem e a confiança dos clientes.

Quais as medidas de adequação à lei no e-commerce?

Para se adequarem à Lei Geral de Proteção de Dados, as empresas de e-commerce devem revisar suas políticas de privacidade, garantir o treinamento dos funcionários e implementar medidas de segurança robustas.

Ainda não se adequou corretamente à LGPD? Saiba que a Contábil Rio pode te ajudar!

Como especialistas no e-commerce, temos conhecimento sobre todas as necessidades do setor, incluindo os termos legais que envolvem o tratamento de dados em seu negócio.

Devido ao avanço da tecnologia, esse tema se tornou uma das maiores preocupações dos comerciantes digitais, mas não precisa ser.

Com o nosso apoio, você poderá entender melhor as diretrizes e saber o que fazer e o que não fazer para se manter atualizado e em dia com a lei!

Quer ter o nosso apoio nessa jornada? Clique no botão abaixo e garanta tudo que você precisa!

CLIQUE AQUI E TENHA TUDO O QUE É NECESSÁRIO PARA ESTAR EM DIA COM AS REGRAS DA LGPD!

5/5 - (1 vote)

Summary
Entenda os impactos da LGPD no seu e-commerce
Article Name
Entenda os impactos da LGPD no seu e-commerce
Description
Fique por dentro da LGPD e como ela afeta o seu e-commerce! Confira tudo que é necessário para estar protegido!
Author
Publisher Name
CONTABIL RIO
Publisher Logo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendado só para você!
Atualizado em maio de 2023 Guia completo para regularizar o…